terça-feira, 13 de setembro de 2011

Bem-te-vi


Bem-te-vi
Nem levantei e já ouço um tal de bem-te-vi pra cá e bem-te-vi pra lá.
Mas que bichinho mais exibido, deve estar enchendo aquele papinho,
Todo cheio de atitude. Pode uma coisa dessas?
Que bem-te-vi, qual nada.
Minha cortina está fechada, eu cheia de preguiça e ele com a voz toda esganiçada.
Amanhecendo todo o pedaço, só dá ele na parada.
Bem-te-vi, só de ouvir tua gritaria, fico encantada.
Parece até piada, um passarinho tão pequeno provocando tanto alvoroço.
Que maçada, vou ter que despertar!
Com um Bem-te-vi por perto até o dia é obrigado a clarear.

Nenhum comentário:

Postar um comentário